quinta-feira, 30 de abril de 2009

Arrr... que frio!

Frio. Ai o frio é tão chato não é mesmo!?

É tão ruim quando você ta naquele banho quentinho e tem que sair nesse frio. É tão ruim levantar com esse frio. Ai, da até vontade de ficar o dia inteiro debaixo das cobertas sem fazer nada, não é mesmo?

Dizem que o calor da moleza, mas pra mim que da moleza mesmo é o frio...Da licença, viu!?


Mas... O frio me lembra cobertor... um monte de cobertas, bom demais! Me lembra chocolate quente. Feijoada. Chá bem quentinho. DVD em casa. Namorada me esquentando. Fogueira. Festa junina. Vinho quente.


Ou sej...pensando bem...o frio não é tão ruim assim vai!?

terça-feira, 14 de abril de 2009




E o que podemos esperar de amanhã senão um pouco mais, um pouco mais de quinze minutos, para podermos ao menos nos achar, aceitar, enquanto pudermos permanecer no limite do que se mostra impenetrável dentro de cada um? Mas quinze minutos é tudo o que tenho agora e, algum dia, quem sabe, será também de vocês. Um segundo para uma baforada calma, quero tentar alguma coisa diferente, mas está tudo seco demais. Para mim eu sei que os quinze já são onze minutos, em breve serão menos e terei que deixar isso aqui como está, sem maiores retoques, e por inquanto tudo permanece como um espaço vazio entre todas as letras ainda. Agora faltam nove, começo a coçar a cabeça, olhar muitas vezes para o relógio. Mas não tenho relógio. Roubaram o tempo que comprei tão caro. E tudo o que sinto vontade de dizer são coisas bobas, que há muito amor desperdiçado pelo medo, que os verdadeiros olhos são dos cães e das crianças – queria um sorvete agora, um balão colorido – mas quando penso no assunto acabo perdendo três preciosos minutos, porque escrevo uma longa frase, não consigo desenvolver nada dentro dela e preciso apagar, e ainda dizer que precisei apagar, e não me restam de repente nada além de cinco minutos e uma decisão urgente pra tomar, seguir adiante com os pés no chão, largar os vícios e pedir carona, mas só consigo pensar que Eu devia estar mesmo ainda muito confuso quando comecei, pensando na possível desfeita de Alguém, que não estivesse com muita paciência hoje enfim, essa coisa e tal... Mas a mente falhou e a ideia não veio. Aí, eu aqui, mais uma Terça-Feira, a lua nos vê lá de cima e suspira sem esperanças. Ops, nem é noite ainda e não tenho tempo de corrigir. Não posso nem aproveitar essa ideia? -Não! Mas com três minutos ainda sobra tempo de formular uma bela tese. Enlouqueço a cada dia para reconhecer a minha própria falha, para poder sentir a culpa do que não dura pra sempre e, tento ficar calmo, rir um pouco de mim mesmo... Dou cada passo na escuridão que nem sei...ixi acabou, falta um segundo antes do ponto final.

sábado, 11 de abril de 2009

A você, que julgou Conhecedor da Gramatica, menosprezando meu "Singular"


Se todo objetivo de quem se dispõe a colocar no papel as suas idéias fosse, pura e simplesmente, a crítica, tornar-se-ia, a meu ver, dificílima a melhora das sociedades e, por abrangência, do mundo. É óbvio que coisas erradas existem em toda parte, mas isto é conseqüência de sermos HUMANOS e, portanto, em busca de perfeição. Acredito no elogio como fator indispensável à elevação na qualidade de um comportamento ou de uma obra. Por trás da intenção primordial está o germe da derrota ou da vitória muitas vezes inconscientemente implantado no detentor da iniciativa. Daí para frente a opinião de terceiros é decisiva tanto no desempenho quanto no resultado final.
Por praxe ou hábito queremos censurar, ver algo de errado ou até menoscabar o valor de uma obra. Reconhecemos no íntimo a dedicação de quem se entregou a uma tarefa imbuído do desejo de agradar. A maestria surge da prática e da dedicação constante. Deve o crítico, a meu ver, interessar-se por uma informação que vá além da obra em questão. Assim, -SENHOR DOS FATOS, terá em mãos material imprescindível a uma visão global de quem está sendo analisado. Julgar precipitadamente é deixar que idéias pré-concebidas roubem de nós a ponderação e a análise.
Em que reside o valor do elogio? Penso que é a mola propulsora da dedicação e do crescimento. Quando percebemos falhas e camuflamos a vontade de destacá-las, estamos dando um passo essencial à melhora do criticado. Exaltamos, assim, a nossa própria compreensão dos fatos e abrimos a válvula do elogio. Os pormenores crescem em importância e conduzem o analisado a uma reflexão positiva seguida do esforço primordial a uma mudança básica. Se for verdadeira e consistente a atitude transformada, o caminho para o sucesso encontra-se agora livre e ampliado.
Somos o resultado daquilo que pensamos. Se sofremos apenas críticas, com vistas a um rebaixamento, vamos, inconscientemente, em direção contrária ao progresso. As pessoas crescem na medida em que são elogiadas. Por mais que acreditemos em nossa capacidade e por maior que seja nossa auto confiança, dependemos do reconhecimento do outro. Isto fomenta o desejo de continuar, porque faz nascer a gratidão que, por sua vez, gera o amor em forma de esforço e inspiração, o que gera trabalhos cada vez melhores.
No outro extremo encontra-se a incapacidade que, na realidade, não existe, pois é somente o resultado da crença, filha da crítica unida ao descaso. Nunca é demais repetir: se alguém iniciou uma obra, é porque tenciona vê-la concluída. E a lição que fica é que não devemos, jamais, deixar de elogiar, pois, assim, cavamos o precioso poço da capacidade infinita, (comum a qualquer ser humano) e despertamos de uma forma bonita o adjetivo que se encontrava adormecido.
Pra que usar de teoremas que tornam a definição tão subjetiva se o chamado "POPULAR" cai bem melhor aos olhos de quem ler?

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Fanatica por futebol


Costuma-se pensar que o futebol é esporte de homem – a mulher sofre ouvindo piadinhas sobre a lei do impedimento ou sobre o porque do goleiro se vestir de forma diferente dos demais. Em Jaragua do Sul, a realidade é bem diferente:
A torcida feminina é destacada por uma ilustre e simpatica torcedora de nome Tais.

Alguns atribuem a presença das mulheres ao estádio moderno – chamado de “shopping”.

Mas torcida Feminina não é exclusividade somente de shopping's e sim de clubes por toda parte .
Em todos os clubes brasileios e estranjeiros é comum, nas partidas, a presença de mulheres no estádio, gritando tanto quanto os homens.
A ilustre Tais se considera fanática pelo Flamengo e pelo que parece assiste todas as partidas. Ela tem sorte que estamos em tempos modernos e vai sofrer pouco com machismo ou preconceito por parte dos demais.
Piadinhas por ser mulher ainda acontecem, mas são encaradas na brincadeira. “O velho bordão -vai pilotar fogão ou vai estudar lei do impedimento, não cola mais mas a devemos saber diferenciar o que é grosseria de tiração de sarro”.
Há rivalidade também na Internet.
As comunidades sobre futebol também são freqüentadas por mulheres, torcedoras dos clubes. O ambiente virtual é local de discussões entre as meninas, desde conversas sobre futebol até trivialidades. “Tem o pessoal que não entende e tenta desqualifica-las por serem mulheres, mas no geral é bem divertido, eté nós HOMENS aprendemos um monte com elas”.
O futebol está cada vez mais aberto – e a realidade de hoje é a prova disso.

Mais do que um jogo para homens, é um jogo para mulheres e famílias, embelezando e trazendo alegria aos gramados.

GoLLLLLLLLLLLLLL, Gol do Palmeiras uhuLLLL

Rilex, foi gol contra então é ponto para o Flamengo^^

Grande Abraço Tais.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Menos uma edição


ACABOU BBB ... eu não acredito em ninguém que diz que não assiste BBB, isso é hipocrisia, mesmo aqueles mais arredios "já deram uma espiadinha", até eu ...MAX em primeiro, PRISCIGUETE** em segundo, FRANCHATICINE em terceiro ... depois da transmissão da GLOBO tem mais no MULTISHOW (Globosat) ... agora tá passando "resumão do BBB", e principalmente a relação MAX + FRANCINE ... PRISCIGUETE ... qual seria a tradução ? Vamos lá: PRISCIGUETE = Priscila piriguete ... adorei, ahahahhaha. Sinceramente, não acredito na legitimidade dessa relação ... casal mais "sem sal", as gracinhas da Francine nunca teve graça (só pra ela), até o filósofo PEDRO BIAL questionou (ao vivo) a legitimidade dessa relação ... na minha opinião, esse foi mais um exemplo de relacionamento "marqueteiro" ...BIG BROTHER já desgastou, fico feliz de conseguir me desprender de assistir o BBB a cada edição que passa ... mesmo com as inovações da 9ª edição, mas a fórmula passou do ponto ... barraco, gente que já se conhecia antes da casa ... e ainda querem que a gente acredite que esse programa "ainda é" REALITY SHOW ? "A vida como ela é" ? Onde isso ??Aí podem me perguntar: se você acha chato, porque ainda assiste ? Sou bloggeiro tenho que ter conteúdo pra comentar ... já viu na internet falarem que a TV GLOBO tem contrato com a empresa européia ENDEMOL (dentetora dos direitos do formato BBB) para uma possível 12ª edição (essa é a 9ª), e o BIAL já disse que teria patrocínio suficiente para o BBB 15 ... qual o melhor comentário para a informação acima ??Todo mundo teria que mandar fita pra tentar uma vaga, mas depois que saiu na imprensa que "DIEGO ALEMÃO" (BBB7) entrou sem mandar fita (por indicação de "olheiro na balada") eu comecei a desacreditar nesse programa ...- 1ª edição: Kléber BAMBAM- 2ª edição: RODRIGO Fraga Leonel (Caubói)- 3ª edição: DHOMINI Ferreira- 4ª edição: GECILDA DOS SANTOS (Cida) - 5ª edição: JEAN Wyllys- 6ª edição: MARIA NILZA VIANA (Mara) - 7ª edição: DIEGO GASQUEZ (Alemão)- 8ª edição: RAFAEL RIBEIRO (Rafinha)- 9ª edição: MAXIMILIANO (Max)Na história do BBB eu destaco dois "competidores": RAFINHA (campeão da 8ª edição) e LEONARDO (o que saiu "do quarto branco" da 9ª edição), o resto era tudo FAKE (na minha opinião) ... parabéns aos produtores do BBB, que inovaram e usaram táticas que quebraram a moral dos competidores, sempre inventando novas regras ...BIG BROTHER acabou, até que essa edição ficou mais interessante ... de amanhã em diante, acredito que o TV FAMA vai ficar fazendo perseguições implacáveis atrás dos candidatos pra arrancar declarações exclusivas (já que "as marionetes" tem contrato com a Globo e não podem falar com outra emissora) ... depois do fim do contrato poucos são reaproveitáveis, o resto vira "arroz de festa" (querendo aparecer na mídia a qualquer custo), toda edição tem isso ...Outra coisa que sempre acontece, e eu duvido que vá se repetir: ensaios nús ... todo mundo se faz de sensual na casa, aí sai do programa com pose de "bom samaritano" (dizendo que não posa porque a família não vai gostar) ... ego inflado, cachê aumentado ... se faz ensaio pra PAPARAZZO/REVISTA VIP, depois disso estampar PLAYBOY/SEXY ou então G MAGAZINE "é um pulo" ...Parabéns ao MAX por essa conquista, desejo tudo de bom para ele ("e que o sucesso não suba à cabeça"), espero que ele tenha "a mesma cabeça centrada" que demonstrou ter durante o BBB ... semana-que-vem a TV GLOBO volta com sua programação normal, graças a DEUS ... o importante é ter saúde, o resto DEUS perdoa !!

domingo, 5 de abril de 2009

Aviso geral


O caso era mais grave do que eu pensava...

Andei afastado por um tempo mas acho que estou novamente "na ativa".

Meu amigo acaba de me ligar... Exigindo "coisa" nova por aqui.

Como chinga esse mulequinho viu,

Não deixei barato não e

Mandei ele para aquele lugar.

O outono, chegou.

Quando estiver mais frio e a vida aflorar com mais firmeza na cabeça, no tronco e nos membros,

eu prometo que volto aqui meus nobres companheiros.

Por hora... Bom dia, Boa tarde, Boa noite!